"> Barragem de Massingir - ARA Sul - Administração Regional de Águas do Sul Barragem de Massingir - ARA Sul - Administração Regional de Águas do Sul

Barragem de Massingir


A Barragem de Massingir encontra-se na bacia Hidrográfica do Limpopo e foi construída sob o rio dos Elefantes. A Bacia do Limpopo é partilhada por quatro Estados da região da SADC, nomeadamente África do Sul, Botswana, Zimbabwe e Moçambique, confinando-se a norte com a bacia do Save, a sul com Incomati e a Este com Govuro. Esta Bacia tem uma área de cerca 412.100km², corre em Moçambique, Africa do Sul, Botswana e Zimbabwe. Os seus principais afluentes na margem direita são os Rios Matablas, Pongole, Sand (no Transvaal), Pafuri e Elefantes (em Moçambique) e na margem esquerda são os rios Notuane,Maclotsie, Tule, Unzinguane, Bobye, Nwanetse (no Zimbabwe) e Changane (Nasce e conflui com o Limpopo no território nacional). O estudo para a construção da Barragem de Massingir (a mais longa de África) foi iniciado em 1924, mas, a sua construção teve lugar entre os anos de 1972 a 1977. É uma Barragem de terra, projectada para irrigar cerca de 90.000 hectares dos quais 30.000 ha no sistema de regadio do Chókwè e 9.000 ha no sistema de regadio do baixo Xai-Xai. Para além da irrigação, a Barragem de Massingir tem a finalidade de controlar a intrusão salina na foz do Baixo Limpopo, amortização das cheias e geração de energia eléctrica com capacidade para produzir 40MW (a central ainda não foi construída).

Características Técnias

  • Tipo de Obra – Mista de terra e betão
  • Altura máxima acima das fundações -48,00m
  • Desenvolvimento total de coroamento – 4.526,00m
  • Capacidade de armazenamento – 2.844Mm3
  • Capacidade de armazenamento útil – 2.784.Mm3
  • Nível de pleno armazenamento – 125m
  • Nível de máxima cheia (NMC) – 127,50m
  • Nível de mínima exploração (NME) – 95,00m